Secretaria Municipal de Saúde Inicia Campanha Nacional de combate ao Mosquito da Dengue

 

Foto: Divulgação

A prefeitura de Tenente Portela, através das Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento , em parceria com as Secretarias de Serviços Urbanos, Educação e Departamento de Meio Ambiente e Vigilância Sanitária, iniciou nesta segunda-feira 23, a campanha Nacional de Combate ao Mosquito Aedes aegypti, que se estenderá até sexta-feira 27 de outubro.

Com a chegada da época do calor e do período chuvoso, todo cuidado é pouco para não deixar água parada em casa. O pneu que ficou esquecido no quintal, o vaso de planta na varanda ou, até mesmo, a calha de escorrimento de água no telhado podem ser locais propícios para a proliferação do mosquito.

Segundo Cristiane Fethy, Secretária de Saúde, a mobilização deste ano é diferente. “Nossos agentes estão passando nas residências e, à medida que o agente for identificando os focos que podem virar criadouro, já vamos com a autorização do morador para fazer uma limpeza geral no seu terreno”. Outra alternativa para ajudar no combate aos criadouros do mosquito, foi a colocação de Containers em pontos estratégicos do município disponibilizado aos moradores um local seguro para o descarte de resíduos volumosos. É importante destacar que, está ação só é possível graças a união das Secretarias do município.

Dentre as diversas ações desenvolvidas pela Administração Municipal  ao combate ao mosquito da Dengue, destaca-se o trabalho realizado pela  Secretaria de Educação Cultura e Desporto, que  em parceria com os agentes de saúde, vem realizando palestras para os alunos das escolas do município,  o objetivo é de  conscientizar a todos  do  risco desta doença,  esta ação  inclui também orientações sobre a febre do chikungunya e da febre do zika vírus, outras duas doenças infecciosas febris causadas por vírus transmitidas pelo mesmo mosquito.

Na próxima semana, a Secretaria de Saúde estará promovendo um pedágio no centro da cidade, para reforçar e levar maiores informações sobre , com objetivo de mobilizar o cidadão proprietário ou possuidor de imóvel manter sua área limpa e salubre. Para enfrentar este problema é preciso a participação de toda sociedade, pois se cada um fizer a sua parte, venceremos a luta contra o mosquito transmissor destas doenças. finaliza a Secretária.

Cuidados para você que vai viajar :

Para quem vai viajar e deixar a casa fechada lembre-se de não deixar nenhuma oportunidade para o vetor se proliferar, como por exemplo, substituir a água dos pratos dos vasos de planta por areia, deixar a caixa d´água tampada, cobrir os grandes reservatórios de água, como as piscinas e remover do ambiente todo material que possa acumular água (garrafas pet, latas, pneus). Em caso de viagens para áreas de risco de dengue, o ideal é hospedar-se em locais que disponham de telas de proteção nas portas e janelas. Utilizar roupas que minimizem a exposição da pele durante o dia quando os mosquitos são mais ativos proporcionam alguma proteção às picadas dos vetores da dengue repelentes compostos por DEET, IR3535 ou Icaridin podem ser aplicados na pele exposta ou nas roupas e seu uso deve estar em estrita conformidade com as instruções do rótulo. A utilização de mosquiteiro proporciona boa proteção pra aqueles que dormem durante o dia, como por exemplo: bebês. Para redução das picadas por mosquitos em ambientes fechados, recomenda-se o uso de inseticidas domésticos em aerossol, espiral ou vaporizador. É preciso estar atento ao surgimento dos sintomas da doença. Caso ocorra, deve-se procurar imediatamente orientação médica e evitar automedicação. O doente com dengue pode apresentar sintomas como a febre alta (39° a 40°C) de início abrupto que geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e prurido cutâneo. Perda de peso, náuseas e vômitos são comuns. O aparecimento sangramentos (nariz, gengivas), dor abdominal intensa e contínua, vômitos persistentes, letargia, sonolência ou irritabilidade, hipotensão e tontura podem indicar um sinal de alarme e/ou de agravamento. Os casos graves necessitam de especial atenção médica, pois podem ser fatais. É importante procurar orientação médica ao surgirem os primeiros sintomas.

(Para maiores informações e Denúncias) LIGUE

 Setor de Endemias  3551-2024 

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: