Clique aqui para acessar

Funaro afirma que Cunha recebeu R$ 1 mi para comprar votos do impeachment

 

Foto: Reprodução Agência Brasil – José Cruz

A Reportagem do jornal Folha de S.Paulo desse final de semana revelou trechos da delação premiada de Lúcio Funaro, operador financeiro do PMDB, em que ele afirma à Procuradoria-Geral da República que repassou R$ 1 milhão para o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) para que ele pudesse comprar votos a favor do impeachment de Dilma Rousseff (PT).

Segundo Funaro, o valor foi viabilizado após pedido direto de Cunha, então presidente da Câmara, dias antes da votação no plenário. ”Ele me pergunta se eu tinha disponibilidade de dinheiro, que ele pudesse ter algum recurso disponível pra comprar algum voto ali favorável ao impeachment da Dilma. E eu falei que ele podia contar com até R$ 1 milhão e que eu liquidaria isso para ele em duas semanas no máximo”, afirmou Funaro em depoimento, conforme reportagem de Folha.

Em nota emitida após divulgação da reportagem, Cunha rebateu a delação de Funaro. Ambos eram aliados antes de serem presos.

Os vídeos dos depoimentos prestados em agosto pelo lobista Lúcio Funaro à Procuradoria-Geral da República (PGR) foram revelados pelo jornal Folha de S.Paulo e estão disponíveis no site oficial da Câmara dos Deputados.

Com informações do jornal Folha de São Paulo

Fechar
%d blogueiros gostam disto: