Clique aqui para acessar

Polícia Civil de Tenente Portela só atenderá casos graves devido ao atraso nos salários

 

Em decorrência do parcelamento dos salários dos servidores do estado, policiais civis de Tenente Portela estarão registrando apenas casos graves.

De acordo com o Comissário de Polícia, Valmir Pressi, a orientação partiu do sindicato da categoria e os trabalhos voltam ao normal a partir da integralização dos salários. Está é a segunda vez consecutiva que os policiais civis realizam este formato de protesto.

O Governo do estado anunciou hoje que irá depositar R$ 350,00 em cada matrícula. A previsão do Piratini é integralizar os pagamentos até o próximo dia 13 de setembro. Ao todo, o Estado tem 344 mil servidores, entre ativos, inativos e pensionistas.

Histórico de parcelamentos

Desde fevereiro do ano passado, os salários dos servidores do Poder Executivo vêm sendo pagos de forma fatiada e consecutiva. Em 2015, também houve parcelamento, no início do governo Sartori, mas por dois meses.

Antes, a última vez em que os servidores tiveram os salários parcelados, havia sido em 2007, durante o governo de Yeda Crusius.

Fechar
%d blogueiros gostam disto: