Policiais são investigados em Santa Maria por agressões a aposentado abordado em carroça

Reprodução vídeo RBS TV

A Brigada Militar investiga o caso de agressão a um aposentado que estava em uma carroça durante abordagem em Santa Maria, na Região Central do Rio Grande do Sul. Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que o homem de 47 anos é derrubado no chão e atingido por socos pontapés. Dois policiais foram afastados. A reportagem é do site G1-RS.

Veja a vídeo reportagem da RBS TV – clique aqui

O homem que aparece no vídeo é Ângelo Paulo Berleze Neto, pecuarista aposentado. “Me bateram bastante e nada, sem me falar nada, dizendo um monte de palavras assim: ‘vai morrer, velho desgraçado’, essas coisas, sempre me injuriando”, conta.

O episódio aconteceu no começo de julho, quando ele voltava de carroça de uma festa. O aposentado havia comprado o veículo de tração animal há cinco anos para participar de eventos na cidade. Em alguns, desfilou acompanhado da polícia.

O comandante major Edie Garcia, do 1º Regimento de Polícia Montada (RPMON), diz que a ação dos policiais está sendo investigada. Os policiais relataram que receberam uma denúncia de que Ângelo estaria perturbando o sossego público, uma vez que a carroça estava equipada com uma caixa de som e um giroflex, e não teria obedecido a ordem de parar.

Já Ângelo rebate. Diz que trafegava a 45 km/h com a carroça, e que não visualizou nenhum movimento. “Quando eu vi que mandaram parar, eu tentei conduzir o cavalo devagar, tentando parar”, relata o aposentado.

Um dos policiais afastados já havia sido investigado em um caso semelhante. O inquérito deve levar 40 dias para ser concluído.

O advogado do aposentado, Raphael Urbanetto Peres, diz que Ângelo vai recorrer à Justiça. “Estamos juntando provas para o ajuizamento da ação civil de caráter indenizatório por conta de todas as questões relativas à estética, também pelos ferimentos que ele sofreu, e abalo psicológico”, afirma o defensor.

SEM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta