Três agências bancárias são explodidas no RS

 

Esta é uma foto de uma agência do Banco do Brasil localizada em Boa Vista do Buricá / Foto: Major Diego Munari – Divulgação BM

Três agências bancárias foram explodidas no Rio Grande do Sul na madrugada deste sábado, 2 de junho, em um intervalo de 45 minutos. Os crimes ocorreram em Boa Vista do Buricá, no Noroeste, e em Campestre da Serra.

O primeiro ataque foi por volta das 2h15, em Boa Vista do Buricá. Foram duas agências explodidas: do Sicredi e Banco do Brasil. De acordo com a Brigada Militar de Três de Maio, os criminosos estavam com armamento pesado e efetuaram disparos. Durante os ataques, eles obrigaram vítimas que estavam passando em um carro a servirem como escudo humano. A polícia ainda não sabe quantas pessoas foram feitas de reféns.

Os criminosos foram vistos saindo da agência do Sicredi carregando malotes de dinheiro do cofre do banco. A agência mais destruída, no entanto, foi a do Banco do Brasil. Neste caso, ainda não há informações se eles levaram o dinheiro.

Na fuga, os criminosos fugiram em quatro veículos, sendo um deles uma Spacefox branca, e levaram três pessoas como reféns. As vítimas foram libertadas sem ferimentos em Nova Candelária, cidade vizinha. A Brigada Militar está mobilizada na região realizando buscas.

Aproximadamente 45 minutos depois desses ataques, a agência do Banco do Brasil de Campestre da Serra também foi explodida. Segundo informações da Brigada Militar de Vacaria, houve confronto com uma guarnição, mas não há informações sobre feridos. A polícia ainda não sabe se os assaltantes levaram o dinheiro. A polícia montou cerco na região. Nesse caso, não houve reféns e nem se tem informações de quantos bandidos participaram do crime.

 

 

Fonte: Rádio Gaúcha

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta