Clique aqui para acessar
Rabiscos do Silêncio

Rabiscos do Silêncio- As marcas que marcam

As Marcas que Marcam

Não existe algo mais gratificante e significativo na vida das pessoas do que se sentir bem nos lugares por onde passamos e colhemos experiências que se apresentam para cada um de nós. Cada qual com seus problemas, dificuldades, deficiências e defeitos, afinal todos nós somos diferentes uns dos outros, mas o importante é saber usar a liberdade do pensamento para difundir o bem, acolher, ajudar e conhecer-se.

Foi através destas marcas que tive a grande oportunidade de colher e difundir as minhas experiências de vida em dois momentos distintos. Experiências que fizeram sentir a grandiosidade que existe dentro da dimensão das outras pessoas e nas quais pude vislumbrar o espírito de integração que paira na consciência do conhecimento. Este que se encontra alojado no bem que elas produzem pelas atitudes de acolhida, integração e motivação.

Esses momentos relato com muita alegria, pois permitiram coletar sementes boas e férteis na troca de experiências que pretendo semear no terreno da consciência, nas pessoas que se encontram abatidas, tristes ou deprimidas pela correnteza das amarguras que por vários motivos afligem-nas. Essas sementes são da motivação, da inclusão e do amor. Vou cultivá-las e renovar o celeiro da vida e despertar novos horizontes nas diferentes culturas que a cada um de nós pertence.

E no dia 27 de maio, a convite do coordenador do departamento de cultura local, Regis Sandro Carniel, do funcionário do Banco do Brasil de Tenente Portela, Aurélio Diovani Gomes, e do presidente da AABB, Carlos Eduardo Machado (Dudu), participei, em Tenente Portela, da 44ª JEMAB – Jornada Esportiva Microrregional das AABBs, como expositor. Também no dia 29, a convite do Pe. Leandro Trevisan de Vista Alegre, fui presidir uma palestra do meu jeito para acadêmicos do curso de Psicologia, na URI, em Frederico Westphalen. Foram dois momentos muito próximos do meu ser, nos quais criei laços de amizades profundas e que ficarão registrados no inconsciente como algo de muito valor gerado pela acolhida e bem-estar motivacional.

Nestes dois momentos apresentei-me sem nenhuma preocupação que perturbasse a oferta dos convites. Somente com meu pensamento livre, positivo e tranquilo. E essas fontes do pensamento fizeram com que pudesse transmitir e receber sentimentos novos com a aceitação de ideias renovadoras numa autêntica divulgação coletiva. Senti uma profunda leveza em poder expressar as minhas ideias com destreza e receber questionamentos muito favoráveis para minha pessoa.

São momentos únicos que precisam ser apreciados na sua totalidade e dimensionados pela autenticidade no saber “aprender com o outro”, pois foi através da experiência teórica que surgiu a avaliação de uma prática duradoura, na aceitação do diálogo no conhecimento lógico. E quando existe a união de pessoas em torno de objetivos traçados por mentes que trabalham unidas, tudo se torna mais viável de acontecer, porque o trabalho se encarrega de se adaptar ao desejo das pessoas de promoverem o bem em comum.

Agradeço as entidades que organizaram esses dois eventos. Expresso aqui minha alegria em estarem nos inserindo ao meio social através da soma de responsabilidades, cabendo à todas as pessoas desenvolver à sua maneira a função recebida. Foi muito gratificante esse somatório de energias positivas que deixarão transparecer a satisfação da felicidade nas pessoas. A vida requer desses momentos que se tornam essenciais pelo favorecimento da construção de marcas que definem e consolidam a dignidade de cada um de nós.

Deixe uma resposta

Fechar
%d blogueiros gostam disto: