Clique aqui para acessar

Umidade do solo atrasa plantio de trigo

 

Foto: Divulgação/Emater

A alta umidade registrada durante esta semana atrasou o plantio do trigo no Rio Grande do Sul. Os dados são do Informativo Conjuntural divulgado semanalmente pela Emater.

Até o momento, segundo o boletim, apenas 3% da área de 727,7 hectares, previstos para este ano, já está semeada e em desenvolvimento vegetativo, contra uma média de 4% nos últimos anos. Em aspectos gerais, as áreas implantadas apresentam boa emergência, porém expressam sintomas de clorose (pouca fotossíntese), devido à baixa luminosidade.

A Emater fez uma avaliação dos estragos provocados pela chuva dos últimos dias na região. Nos municípios da região Celeiro, como Três Passos e Coronel Bicaco, os principais prejuízos se referem à perda de nutrientes ou adubação do solo. Há registros ainda de erosão. Os estragos nas lavouras de trigo não foram maiores porque o plantio ainda está em estágio inicial e os produtores manusearam pouco a terra.

A canola está sendo semeada. As lavouras em germinação e desenvolvimento vegetativo apresentam bom padrão, apesar das constantes instabilidades e alta umidade do solo. A aveia branca apresenta uma área expressiva no Estado, de 230.653 ha, sendo a maior lavoura de inverno após o trigo. A implantação da cultura avança e as lavouras já implantadas apresentam boa emergência e formação inicial satisfatória.

Fonte: Emater/RS-Ascar

Fechar
%d blogueiros gostam disto: