Clique aqui para acessar

Indicadores de criminalidade em Tenente Portela impressionam

 

Assalto a mão armada no Mercado do Povo / Foto: Reprodução vídeo Portela Online

Diante dos recentes e repetidos episódios envolvendo assaltos no município de Tenente Portela, o site Portela Online realizou uma pesquisa junto à Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-RS) com o objetivo de obter mais dados e promover uma análise dos mesmos.

De acordo com a SSP, só nos três primeiros meses de 2017 já foram registrados 50 furtos neste município. Portanto pode-se concluir que, a partir da média calculada, a população estaria sujeita a 4 eventos dessa natureza por semana.

Dos fatos registrados, 4 foram furtos de veículos, outros 4 abigeatos e 42 registros de natureza diversa como arrombamentos de moradias e outros furtos de menor porte.
Analisando-se os dados do ano anterior, 2016, a média semanal já era essa uma vez que foram registrados em torno de 200 furtos durante os doze meses.

Fazendo um comparativo com as quatro cidades do entorno: Barra do Guarita, Derrubadas, Miraguaí e Vista Gaúcha, estas registraram juntas 29 casos no mesmo período (três primeiros meses) em 2017.

Os roubos em Tenente Portela no período parcial, divulgado pela SSP são de duas ocorrências, ou seja, as que ocorreram na última semana e não estão contabilizadas.
Tratando-se de casos de homicídios, os praticados nos três primeiros meses de 2017 quase superam o total de todo o ano passado. Isso porque em 2016 foram 3 pessoas assassinadas e neste ano, até agora já houveram 2 casos.

Para uma cidade de menos de 15 mil habitantes como Tenente Portela, ou mesmo para a região que abrange diversos municípios de pequeno porte, fica claro que a questão da segurança pública preocupa e muito a população.

Por outro lado é inevitável concluir-se que esse tipo de delito em municípios menores, no estado e país, vem atraindo marginais que se mostram confiantes em seus propósitos, sabendo que os efetivos são bastante limitados, bem como a vida mais pacata da população sugere que não se utiliza muitos mecanismos de segurança para inibir tais ações.

Enfim, é fato que não estamos mais seguros e não se trata de colocar a culpa em alguém, mas sim de refletir sobre o que pode ser feito imediatamente para que os índices regridam e não continuem avançando assustadoramente como temos sido testemunhas.

Notícias Relacionadas

Vítima conta do susto que levou durante assalto em Tenente Portela

"Meu Deus, foi muito tenso a coisa" diz funcionária de Mercado assaltado em Tenente Portela

Fechar
%d blogueiros gostam disto: