Professores estaduais do RS aprovam greve a partir da próxima semana

 

Os professores da rede estadual aprovaram em assembleia geral realizada em Porto Alegre na tarde desta quarta-feira, 8 de março, entrarem em greve por tempo indeterminado a partir do dia 15 de março.

O movimento é adesão à greve convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) em todo o país. Outros estados também já aprovaram paralisação.

Além da questão salarial, entre os principais motivos do movimento estão os pacotes de medidas dos governos Temer e Sartori, e as reformas da Previdência, trabalhista e do Ensino Médio.

Em nota, a Secretaria da Educação chamou a decisão dos grevistas de “inoportuna” e afirmou confiar que “os nossos professores estaduais permanecerão em sala de aula, em respeito aos alunos e à comunidade escolar”. O texto também lembra que o Estado pagou “completivo do piso do magistério referente ao período de 2015 a 2017, impactando R$ 200 milhões/ano nos cofres públicos”. Segundo a secretaria, a medida garantiu que “nenhum professor tivesse remuneração inferior ao piso nacional”.

 

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: