Identificado suspeito de matar rainha de bateria em Cachoeirinha

Paola foi assassinada por volta das 19h30 de quinta-feira, quando aguardava a filha de seis anos, que tinha aulas particulares em um condomínio

O delegado Newton Martins de Souza, titular da 2ª DP do município, confirmou que foi identificado na tarde desta sexta-feira, 17 de fevereiro, um dos suspeitos de matar a rainha da bateria da escola Imperatriz Dona Leopoldina, Paola Serpa Severo, de 33 anos. O veículo usado na ação também foi encontrado, abandonado e queimado em uma estrada do interior de Cachoeirinha. A polícia segue em diligências para identificar eventuais comparsas do crime, mas até agora ninguém foi preso.

Paola foi assassinada por volta das 19h30 de quinta-feira, quando aguardava a filha de seis anos, que tinha aulas particulares em um condomínio localizado na rua. Testemunhas relataram a Newton Souza que um homem foi visto correndo de pés descalços e com uma arma pouco depois do crime. “A filha dela estava tendo aula de reforço. Conversamos com pessoas que viram e sabemos desse homem, que entrou num carro, ainda não identificado, e fugiu. Ainda não sabemos quantos tiros foram disparados e por isso vamos esperar o parecer do legista”, acrescentou. Conforme a Polícia Civil, a passista não tinha antecedentes criminais.

Fonte: Rádio Guaíba

 

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: