Clique aqui para acessar
Geral

Ministro Teori Zavascki será velado e sepultado em Porto Alegre

 

Prédio do TRF4 localizado em Porto Alegre / Foto: Reprodução página oficial do TRF4 no Facebook - Sylvio Sirangelo
Prédio do TRF4 localizado em Porto Alegre / Foto: Reprodução página oficial do TRF4 no Facebook – Sylvio Sirangelo

O velório do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, que morreu em um acidente aéreo no litoral do Rio de Janeiro, ocorrerá no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre.

A definição da data e horário do velório ainda depende da liberação do copo. Segundo informou ao Portal G1 o filho do ministro, Francisco Zavascki, o sepultamento também deve ocorrer na Capital gaúcha, neste sábado, dia 21, em horário ainda não definido.

Carreira iniciou no RS

Embora tenha nascido em Faxinal dos Guedes, no estado de Santa Catarina, a carreira de Teori teve início em Porto Alegre. Em 1972, ele se formou em Direito na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), onde também concluiu mestrado e doutorado na área de Direito Processual Civil.

Entre 1976 e 1989, atuou como advogado do Banco Central do Brasil (Bacen), após aprovação em concurso público. De 1986 a 1989, foi superintendente jurídico do Banco Meridional do Brasil.

Em 1980, acumulou a função de professor, assumindo a disciplina de Introdução ao Estudo de Direito, na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). Aprovado em concurso público, ingressou na UFRGS, onde deu aula de Direito Processual Civil na Faculdade de Direito, entre os anos de 1987 e 2005. Desse ano até 2013, foi docente na Faculdade de Direito da Universidade de Brasília (UnB).

Embora tenha sido aprovado e nomeado no concurso para Juiz Federal em 1979, não tomou posse. Em 1989, foi nomeado pelo presidente da República para o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) em vaga destinada a membro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Assumiu o cargo em 30 de março de 1989, data em que foi inaugurado o TRF da 4ª Região, integrando a composição original da corte.

No TRF4, ocupou os cargos de vice-presidente (biênio 1997-1999) e de presidente. Em 8 de maio de 2003, assumiu como Ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), onde atuou até 29 de novembro de 2012. Em 12 de dezembro do mesmo ano, foi empossado como Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), em vaga decorrente da aposentadoria de Cezar Peluso. Atualmente, era relator dos processos da Operação Lava Jato no STF.

O acidente

O ministro foi uma das vítimas da queda de um avião de pequeno porte, na tarde dessa quinta-feira, 19 de janeiro, em Paraty, no litoral do Rio de Janeiro. Outras quatro pessoas também morreram no acidente.

O ministro tinha 68 anos e havia interrompido as férias para analisar as delações da empreiteira Odebrecht, cuja homologação estava prevista para ocorrer no mês que vem.

O avião em que ele estava, um bimotor modelo King Air, caiu por volta das 14h30. De acordo com a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária), a aeronave decolou às 13h01 do Campo de Marte, em São Paulo, com destino a Paraty.

 

Deixe uma resposta

Fechar
%d blogueiros gostam disto: