STJD denuncia Grêmio por invasão de Carol Portaluppi após título da Copa do Brasil

 

O STJD voltou à carga contra a presença de Carol Portaluppi no gramado da Arena. Depois da polêmica a respeito da invasão da filha de Renato na semifinal, contra o Cruzeiro – que chegou a valer uma perda de mando de campo, antes de o recurso estabelecer uma multa de R$ 30 mil como pena final –, o tribunal anunciou nesta sexta-feira que o clube vai a julgamento por conta da presença de Carol em campo após o título da Copa do Brasil, conquistado no último dia 7.

A Quinta Comissão Disciplinar julgará o Grêmio novamente pela suposta invasão – mesmo que, no momento em que a filha do treinador foi ao gramado, o jogo já estivesse encerrado – na próxima segunda-feira. Além do caso Carol, também vão a julgamento o árbitro Luiz Flávio de Oliveira e o delegado da partida, Pedro Ivo Siqueira de Belli, que não relataram o fato na súmula.

Outras duas situações serão julgadas no mesmo dia: as expulsões de Kannemann e Erazo, pela briga protagonizada pouco antes do apito final que confirmou o penta da Copa do Brasil ao Tricolor, e também o Grêmio pelo atraso na entrega da súmula e pelo uso de sinalizadores por parte da torcida.

 

Fonte: Rádio Gaúcha

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: