Operação da PF investiga pastor que usava fiéis para fraudar financiamentos no RS – Portela Online
Clique aqui para acessar

Operação da PF investiga pastor que usava fiéis para fraudar financiamentos no RS

 

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira, 29 de novembro, a Operação Fides, que investiga esquema de gestão fraudulenta e operações irregulares em instituições financeiras para concessão de financiamento de veículos. O pastor de uma igreja e ex-funcionário de um banco é suspeito de usar fiéis para efetivar a fraude, que pode causar prejuízos de mais de R$ 3 milhões.

Foram cumpridos oito mandados de condução coercitiva e dez de busca e apreensão em Porto Alegre, Cachoerinha e Alvorada, na Região Metropolitana da Capital. Também foram bloqueados valores em conta corrente dos investigados e apreendidos veículos.

Segundo a PF, as fraudes detectadas contra duas instituições financeiras apontaram envolvimento de funcionários em um sistema de superavaliação de veículos para concessão de financiamentos. Conforme as investigações, contadores e técnicos em contabilidade participavam com a elaboração de documentos falsos para a comprovação de renda dos clientes. A diferença entre o valor do bem financiado e o seu preço de mercado ficavam com os fraudadores. Duas lojas de veículos, uma em Porto Alegre e uma em Alvorada, participavam do esquema criminoso.

De acordo com a polícia, o pastor e ex-funcionário foi demitido em razão da fraude. Ele cooptava fiéis para participarem da fraude e teria movimentado dinheiro das revendas de veículos para contas da igreja, utilizada para a lavagem de dinheiro. Muitos clientes fizeram uso também de outras vantagens alcançadas com os documentos falsos, como empréstimos pessoais, cartões de crédito e cheque especial.

São investigados os crimes de gestão fraudulenta de instituição financeira, obtenção de financiamento mediante fraude, formação de quadrilha, estelionato contra entidade de direito público, falsidade ideológica, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O nome da Operação, Fides, do latim “confiança, crença, promessa, juramento”, dá origem a palavra “fé”.

Artigos relacionados

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
%d blogueiros gostam disto: