Clique aqui para acessar

Rabiscos do Silêncio: Nas teorias da vida – Por Carlos Staczewski

 

rabiscos-2Umas das palavras mais usadas no nosso cotidiano e ao mesmo tempo a mais complexa é a teoria. Pois ela faz parte dos fatos e acontecimentos de nossas vidas. E ninguém consegue viver sem teorias.

No corre-corre da vida a gente vai coletando fatos e acontecimentos: um acidente, uma criança  mal tratada, uma agressão por palavras mal conduzidas. São inúmeras teorias que vêm  associadas a nossas particularidades e mexem com o sentido singular de cada um de nós. E são formulações e interpretações que cada pessoa executa de maneira diferente, pois a postura que se coloca neste sentido faz a diferença na amplitude da palavra.

E o que é teoria?  Teoria é um conjunto de leis que procura explicar a realidade com os fatos concretos, na particularidade dos acontecimentos. Porém não pode compactuar com generalizações sobre determinada realidade que está presente no cotidiano das pessoas. E essas generalizações precisam de avaliações mais seguras na medida certa com determinados assuntos que são elaborados a partir dos fatos e acontecimentos.

A gente nasce bebendo, respirando e comendo teorias. Elas integram as nossas vidas. E uma medida bem útil para todos nós é começarmos a formular questionamentos nas teorias que temos sobre determinadas pessoas e assuntos. Procurar fazer uma revisão com o pensamento livre, maduro e organizado, abastecendo sempre mais o conhecimento responsável e respeitoso da nossa consciência.

Todavia é preciso ter muito cuidado porque as teorias podem deixar um grande vazio na existência das pessoas, o qual muitas vezes não será preenchido. Pode até ser substituído com outra teoria, mas não é a teoria original ou aquela que fez com que a pessoa acreditasse na origem do fato e alimentou como algo positivo que poderia dar um novo e grande sentido na vida. Mas que precisou alimentá-la com a incômoda ilusão de uma teoria incompleta ou falsa.

Precisamos ter muita atenção com as teorias incompletas que são formuladas para dominar, agredir ou manipular a verdade nos fatos e acontecimentos. Essas teorias agridem a cultura do povo mais simples, honesto e sufocam o entendimento destas pessoas, deixando uma lacuna muito grande de coisas mal explicadas e quanto menos explicadas tanto melhor será a dominação, do contrário ela poderá prejudicar quem é o autor destas teorias.

Tanto as teorias, leis e a ciência não dizem tudo sobre a realidade. As leis e as teorias são incompletas, consequentemente a ciência fica incompleta. Pegando o exemplo da cultura das sementes transgênicas, a ciência influenciada pela ideia do capital estrangeiro fere a teoria verdadeira afirmando categoricamente que não faz mal a saúde humana.

Na realidade traz inúmeros prejuízos ao meio ambiente, pessoas pelo uso de agrotóxicos e as leis da natureza, sendo mais viável a teoria da cultura das sementes orgânicas que não precisa comprovações científicas e nem de tantas leis, porque está comprovado pelo tempo os seus benefícios a todos nós.

É preciso ver que tipo de ideologia acompanha as teorias em todos os sentidos e aspectos, para que essas ideologias não nos enganem, sufocando a verdade nos fatos, porque o que muda é dimensão da honestidade. E o amor é uma das grandes atitudes que faz a diferença nas nossas teorias, pois quando nós amamos as pessoas com a mesma igualdade de sentimentos a oferta da vida ganha o preenchimento lúcido da nossa consciência.

Portanto, é preciso ter cuidado com as falsas teorias que semeiam ideias erradas e distorcidas, sobre fatos da realidade, saber distinguir com a luz da verdade o que os fatos nos dizem através das redes sociais, ter a visão complementar pelo uso do senso crítico e não apenas copiar com a normalidade de tudo o que é apresentado, sem nos darmos conta de que seja uma teoria mal elaborada.

E trabalhar para o aperfeiçoamento da comunicação mais dinâmica,  responsável e esclarecedora, a fim de que tenhamos um grande meio de educar as pessoas no verdadeiro sentido da formação integral e não apenas prestadora de serviços a uma ideologia que explora a consciência das pessoas é sempre essencial para garantir o direito individual à verdade.

Leia colunas antigas clicando aqui.

 

Fechar
%d blogueiros gostam disto: