DestaqueTrânsito

RS tem mais de 1,4 mil km de rodovias com problemas, aponta CNT

 

Foto: Reprodução Pixabay - Jacob Ode
Foto: Reprodução Pixabay – Jacob Ode

O Rio Grande do Sul tem mais de 1,4 mil quilômetros de rodovias com problemas, segundo apontou pesquisa divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT). Os trechos, equivalentes a 16,3% dos 8,5 mil km da malha gaúcha, têm o estado geral considerado ruim ou péssimo. A quilometragem é inferior à registrada no ano passado, de 2,1 mil.

Quase metade da malha gaúcha tem a situação geral considerada regular, pouco mais de 4 mil km, o equivalente a 46,4% do total. Apenas 396 km (4,6%) têm o estado considerado ótimo e pouco menos de 3 mil (32,7%) foram avaliados como em boas condições.

Foram observados 32 pontos críticos, sendo 29 buracos considerados grandes, duas incidências de erosão na pista e uma queda de barreira.

O estudo analisou o estado geral das rodovias, o pavimento, a sinalização e a geometria. Construída recentemente, a Rodovia do Parque (BR-448) foi a única considerada ótima em todos os quesitos. A BR-287 teve a situação considerada boa nas quatro variáveis em 40 km de sua extensão.

Em todo o país, 23,6% da malha tem o estado geral considerado ruim ou péssimo. O estudo avaliou 103.259 quilômetros de estradas. Segundo a pesquisa, 6.487 quilômetros estavam em péssimo estado, o que representa 6,3% do total pesquisado pela confederação.

O percentual é o mesmo da pesquisa de 2015. No entanto, aumentou o volume de rodovias consideradas ruins: eram 16,1% em 2015 e, neste ano, 17,3%.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar
%d blogueiros gostam disto: